04/08/2014

Há dias


Há dias


Há dias em que a alegria é o principal
Outros em o preto e o branco são as únicas cores da nossa emoção
Há dias em que somos unídos como água do mal e o seu sal
Outros em que somos afastados e vivemos ambos na escuridão

Há dias em que é o mundo
Outros em que quero falar mas não sei como
Há dias em que me é tudo
Outros em que me cansa e me faz sono

Há dias em que te adoro 
Há dias em que tenho medo
Há dias em que de felicidade quase choro
Outros fico grata porque isto ainda não ter acabado, tão cedo


Catarina Fortunato, 2014

2 comentários:

  1. Adorei o poema, você escreve muito bem :D
    Beijos

    http://senhoritadeallstar.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar